Pontas, Quinas e Beiradas

quarta-feira, 6 de maio de 2009

9

E os olhares cruzam-me a cada momento... Em cada passo, à todo caminhar... Tem momentos que me sento e vejo o tempo passar, do lado de fora da janela tudo parece correr... menos as pessoas, que param, cutucam umas às outras e apontam... apontam pra mim... acredita?!!
Nesse momento fico intrigada com o que se passa... será que por ser meio azulada? Ou por ter uma cauda? São meus dentes pontiagudos? Ou o cheiro de sangue que exala de mim? Será que sou realmente tão cadavérica?
Tento ver meu reflexo na janela e não consigo ver nada de mais... O que será que veem em mim?
Mudei minhas roupas... uso uma igual à sua ou a da sua vizinha... comprei nas mesmas lojas que a galerinha da escola compra ultimamente..., pintei meu cabelo, tá uma cor formal, meus óculos foram trocados por lentes e agora eu só ando com o calçado da moda... (atualmente são aquelas sapatilhas tipo melissa... eu acho), mas acredite se quiser, nao deu certo, continuam me olhando e quando passo olho pra tras e estão olhando, analisando...
As vezes tem gente que passa e joga uma cantada maneira, outros não são nada criativos e temg ente que até clama por Deus e faz uma cara de: -Nossa que isso?!!?
E agora em? não entendo... nao entendo nada... por que será que ainda me olham? Que ainda se cutucam e não me deixam passar despercebida?
...
Cansei...
Chegou no meu ponto, desci, coloquei os fones, peguei minha bolsa e quando a porta se abriu caminhei, caminhei em direção a saída, fui direto (admito que empinando o nariz) e segui meu destino... As tattoos apareceram, os alargadores tambem, viram meu salto e minha cara de cansada (que poderia até se confundir com raiva, pelo calor que sentia) e percebi que aqui, ninguem me olhava, passei, passei direto e ninguem me alcançou com o olhar, será que já se acostumaram em me ver? Claro! Sempre tô aqui... mas nem sou assim... tão estranha... Não sou mesmo! nem um pouco! de verdade! Quem conhece sabe! né??? õ.Ô

Fui...
Voltei a ser branca, ter dois olhos, duas pernas e apenas mais uma passando pela rua cheia do calçadão em plena tarde de quarta feira.


:. By: Jeannine Xavier .:

Um comentário:

Erick Sam disse...

otimo texto....
eu tbm tinha essas neoroses quando era mais novo,odiava que as pessoas ficasem me olhando falando merda mas ae um dia eu coilokei na cabeça q um dia eu ia fazer isso com alguem e iria rir tbm...ae passei a poko me fuder por isso....e foi hj em dia nemolhar por outros eu olho mais porq aprendi que o chao e o caminho e mais importante^^
beijao jean^^ saudades