Pontas, Quinas e Beiradas

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

E tudo passa... até o tempo passa...

E eu lembro das manhãs de desenhos, dos gritos da minha mãe...
Lembro das correrias e das fugas com meu irmão...
As esquivas dos chinelos voadores, as brincadeiras antes de dormir...
Lembro-me de darmos as mãos nos canto da beliche e dormirmos assim...

Lembro das ameaças de chineladas do nosso pai...
das cabaninhas que tomavam o quarto todo...
lembro da nave voadora e das viagens pelo espaço...

lembro das subidas das árvores, e os jogos na rua...
queimado, pique-pega, taco, esconde-esconde...

Lembro das casas mal-assombradas,
das intimidações com os fracotes da rua...
dos cubinhos feitos na casa de cima onde só tinham nos 2 e os primos distantes...

Lembro dos banhos de mangueira, e na varanda tambem...
Banhos de piscina e quando faziamos um plastico azul de tobogam...
Lembro dos tombos, das brigas e das porradinhas...
Dos filmes de terror e jogos de video-game...

Lembro quando ele se refugiou no meu colo, como se eu fosse alta o bastante para defender-lhe de uma mordida de cachorro no calcanhar...
Lembro das festinhas e de quando ele me dava um pedaço de bolo...
e quando faltava a escola e me esperava na varanda com um moleton cinza... e aquele cheirinho de sabonete exalando...

Lembro da minha infância ao lado do meu irmão...
Que me pertuba, implica e as vezes me magoa...
Lembro de algumas lágrimas e muitos abraços...
de muitos xingamentos e vários complôs*

Lembro dos bilhetinho e dos desenhos...
lembro de tudo e quero continuar... tendo o que lembrar e fazer o que lembrar...
Pra sempre e sempre...


Te amo!


Para meu irmão...
Se vc lembrar de algumas coisas que nao coloquei aqui... mande-me por escrito... poderemos sempre
acrescentar mais e mais aqui...
beijos




By: Jeannine Xavier

Um comentário:

Ideias Fresquinhas disse...

Tocante esse texto. Muito bom. Gostei do template, igual ao que uso. ahahhaha. Se tiver tempo me visite também.