Pontas, Quinas e Beiradas

sábado, 22 de novembro de 2008

Ela morreu...



Photo by: Google

Havia um corpo sob a minha cadeira.
Esquecido, morimbundo, lânguido.
Naquela noite passara pelo ciclo da vida, onde deveria zelar pela propria sobrevivência.
Passara por seu inimigo e nao resistira à façanha da natureza.
Uma pobre lagartixa passara pelo frêmito da vida e não suportara seu destino, perdia seu caminho, sua vida.

Morreu...


Jeannine Xavier

2 comentários:

Erick Araki disse...

nossa,assim vc deu um valor a uma lagartixa que ninguem deu....kkkkk,mas pensando de uma outras forma a mensagem foi otima....sempre escreve muito bem ^^....hisonize^^

Palavras ao vento, minha vez de falar disse...

lindo.. lindo...
o q dizer ??
suas loucuras valem ouro
bjo rosa